Preparados para guerra, índios Kayabi invadem prefeitura de Marcelândia

diminuiaumenta

Cerca de 50 índios da etnia Kayabi pintados para guerra cercaram e invadiram na tarde desta terça-feira (15) a prefeitura de Marcelândia. Apesar de estarem armados com pedaços de pau, machado, arcos e flechas, os índios disseram que estavam ali em missão de paz e que só queriam fazer algumas reivindicações. A negociação durou pouco mais de 02 horas.

Os índios solicitaram a presença do prefeito Arnóbio Andrade (PSD) e de alguns secretários. Dentre as reivindicações estava a exigência da escritura de dois terrenos, um localizado na área urbana e outro as margens do Rio Manito. Segundo o cacique Siraweiuo Kayabi, a regularização desses terrenos é uma promessa antiga. ” São anos de espera. Por diversas vezes reivindicamos a escritura dos terrenos, vários prefeitos prometeram, mas nunca solucionaram o problema, o prefeito disse que irá atender aos nossos pedidos”, disse Siraweiuo.

Outra reivindicação feita pelos índios foi quanto a criação da secretaria de Assuntos Indígenas, eles exigiram que o prefeito elabore um projeto de lei nesse termo. Segundo o cacique Siraweiuo, a nomeação de um secretário de assuntos indígenas iria facilitar o acesso de nós indígenas com o Poder Público. “Estamos fartos de promessas, em épocas de campanhas prometem tudo e um pouco mais, depois de eleitos eles desaparecem e novamente somos esquecidos”, desabafa o cacique.

Por telefone o Secretário de Gabinete Paulo Maciel, disse a reportagem do Marcelândia News que as duas áreas já foram doadas pela Colonizadora Pronorte e nos próximos dias a prefeitura estará regularizando toda documentação e passando as escrituras de doação para Associação Indígena  Tapyin. Ainda segundo o secretário todas reivindicações exigidas pelos indígenas serão analisadas.


Fonte: Marcelândia News

Data: 16/04/2014